segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Manara Desenha as mulheres dos X-Men II


aqui tinha falado desta edição especial, em Abril, quando esta colaboração extraordinária entre Claremont e Manara começou a ser divulgada na imprensa especializada. Agora, que a edição americana já está disponível nas livrarias especializadas nacionais, é tempo de voltar às "X-Women", um comic especial de 48 páginas, produzido pela Panini a pensar no mercado europeu, mas que permite aos leitores da Marvel descobrir o traço único e sensual de Manara.
A história, feita por medida por Claremont para o desenho de Manara, é movimentada, tem algumas ideias interessantes, como a tribo de "cargo cultists", os adoradores de aviões, mas peca pela redundância dos textos, o que não é propriamente uma novidade em Claremont... Mas esta história, em que os elementos femininos dos X-Men vêm as suas férias na Grécia interrompidas pelo rapto de Rachel, o que as leva até Madripoor, onde têm que enfrentar uma inimiga que parece saída de um filme da série "Ilsa, a Loba dos SS", é acima de tudo um pretexto para Manara fazer aquilo que faz melhor do que ninguém, desenhar mulheres elegantes e sensuais em poses provocantes e (por vezes) gratuitas.
Tratando-se de uma história dos X-Men, não há qualquer nudez, mas o que o traço de Manara sugere (e há cenas que remetem de forma não muito disfarçada para o bondage e SM..) é muito mais erótico do que se mostrasse tudo. E convém não esquecer que, além de saber desenhar mulheres como ninguém, Manara tem um perfeito domínio da narrativa em BD, um excelente sentido de composição da página e não poupa nos pormenores quando se trata de desenhar cenários naturais ou arquitectónicos.
Parece-me é que o excelente trabalho gráfico de Milo Manara, muito bem servido pelas cores sempre eficazes de Dave Stewart, merecia uma edição mais cuidada do que esta revista, que em termos de formato e de papel, é um vulgar comic book. Até porque, a avaliar pelo número de quadrados por página, Manara parece ter desenhado esta história a pensar no formato franco-belga em que trabalha habitualmente.
"X-Women", de Milo Manara e Chris Claremont, Marvel, 64 pags, $ 4,99 US

1 comentário:

Manuel Frederico disse...

Ja ca tenho o meu. :)
Vamos a ver se a história é melhor que do ultimo????

"merecia uma edição mais cuidada do que esta revista, que em termos de formato e de papel, é um vulgar comic book."

Isso é verdade,mas a linha Soleil,tambem sai toda assim,mas essa depois é compilada em Hcs e Scs.
Se fosse editado no formato prestige sempre duraria mais apesar de ser um pouco mais caro.